Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Como será o profissional do futuro?

Publicado Por: ADP Blog Brasil on 17 dezembro 2018 in Gestão do Capital Humano, Tendência em RH

Os avanços tecnológicos estão redesenhando o ambiente de trabalho.

É o que aponta o estudo Workforce of the Future – the competing forces shaping 2030, feito pela PwC com 10 mil empresas de diversos setores em quase 140 países.

Segundo o levantamento, atividades baseadas na rotina e na repetição provavelmente passarão a ser realizadas, cada vez mais, por robôs.

Dessa forma, o redesenho passa – também – pelo perfil dos profissionais.

Funções intelectuais exercidas por pessoas com características como liderança, inteligência emocional, criatividade e capacidade de resolver problemas deverão ser mais valorizadas.

Saiba, a seguir, as principais características do profissional do futuro:

Flexíveis e de fácil adaptação

No mundo VUCA em que vivemos, sigla que descreve volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade, as transformações são velozes e fica para trás quem não acompanha as novidades.

Saber se adaptar será fundamental para construir uma carreira de êxito em qualquer cenário e conseguir transformar os desafios em oportunidades.

Bons comunicadores

Com a força de trabalho cada vez mais dispersa e colaborativa, saber se comunicar com pessoas de diferentes culturas e perfis é essencial.

Segundo pesquisa da CEB, o número de pessoas envolvidas no trabalho de um funcionário aumentou nos últimos anos: 70% colaboram com dez profissionais ou mais diariamente.

A comunicação deverá ser pautada na inteligência emocional e social, com a capacidade de ouvir as pessoas genuinamente e conseguir identificar a melhor forma de abordá-las.

Proativos

O profissional do futuro deve tomar iniciativa, dar ideias para melhorar os processos de trabalho e contribuir com o desenvolvimento da empresa.

Nesse sentido, entra a resolução de problemas.

Antes, era normal essa competência estar ligada apenas a cargos de gestão, hoje, com a rapidez que o mercado demanda, todos devem tê-la.

E isso tende a ganhar mais importância com o tempo.

Criativos

Exercer o lado criativo, criando formas de trabalho e projetos que garantam à empresa a capacidade de inovação será crucial.

A habilidade também auxilia no aprimoramento do trabalho e na maximização da performance.

Líderes por influência

A liderança não tem mais a ver com comandar por autoridade de cima para baixo, mas sim sobre liderar por influência.

O trabalho será mais colaborativo e os líderes mais próximos de seu time, capazes de criar alianças de grupos que trabalhem juntos em direção a um objetivo comum.

Analíticos e multidisciplinares

A quantidade de dados sobre a empresa aumentará com as novas tecnologias.

Assim, além de entender os dados, o profissional terá que entender o que eles significam e como podem ser usados no planejamento do negócio.

O profissional do futuro é aquele que não é só um bom engenheiro, mas uma pessoa com senso crítico, que sabe dialogar e pensar em soluções criativas.

TAGS: workforce management

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *