Connect@ADP

Partnering with a more human resource

O eSocial não é responsabilidade apenas do RH

Publicado Por: ADPLatAm on 21 March 2017 in Non classé

Compartilhe Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Facebook

Na corrida para seguir o cronograma e finalizar todas as adequações necessárias ao eSocial, é preciso ter atenção especial a uma questão: essa responsabilidade não é apenas do departamento de RH.

Você já pensou no volume de informações que precisam ser coletadas durante o processo? E para tal, além de um sistema interno atualizado, o RH também precisa do auxílio e da prontidão de departamentos como o financeiro, contábil, jurídico e medicina do trabalho. Isso porque não apenas o cadastro e a Folha de Pagamento de cada colaborador serão encaminhados ao governo, mas também detalhes sobre eventuais acidentes e enfermidades, processos, pagamentos, entre outros.

Podemos destacar, também, a necessidade de se ter o apoio do time de TI da companhia. São esses profissionais que irão deixar os sistemas das empresas em pleno funcionamento para que o departamento realize busca de dados, por exemplo, ou ainda garantir a estabilidade durante o envio de informações ao eSocial. Outra função importante é a de alinhar toda a transferência de dados automática ao sistema, além de atualizá-lo conforme as novas versões que podem ser liberadas pelo governo.

Com uma boa organização interna, o sucesso no preparo da companhia para o eSocial é garantido. Mas afinal, qual o papel de cada departamento envolvido no preparo de uma empresa para o eSocial? 

Para ajudar na organização da sua empresa, listamos abaixo quais são essas áreas e as suas responsabilidades. Confira:

Tecnologia: É responsável por unificar a fonte de dados e adequar os sistemas utilizados na empresa às demandas do eSocial;

Contábil: É responsável por auxiliar as empresas na consultoria necessária à adequação ao eSocial, a fim de garantir que as informações prestadas em outros módulos do SPED estejam alinhadas com o eSocial;

Financeiro: É responsável pelo envio de informações referentes tanto às empresas quanto aos colaboradores, como os pagamentos realizados, receitas e despesas de determinados procedimentos, entre outros;

Medicina do Trabalho: É responsável por adequar as informações e processos sobre Segurança e Saúde no Trabalho e manter o controle sistêmico destes dados de cada empregado, como por exemplo, licenças, afastamentos e acidentes. 

Recursos Humanos: É responsável por reunir o histórico de cada empregado na empresa, com dados provenientes de todos departamentos, a fim de manter o eSocial atualizado.

Apesar da vigência do eSocial estar prevista para iniciar em 2017, fazendo com que as empresas ainda tenham entre dez e dezessete meses para se adequar – dependendo de seu faturamento – é preciso estar atento ao calendário e não deixar para acertar as contas na última hora. Um estudo do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (Sescon) apontou, em agosto do último ano, que apenas 4% das companhias estão preparadas.

Portanto, atenção! Para otimizar essa operação, contar com um parceiro que ofereça as coordenadas corretas e garanta compliance no processo é também uma opção importante para deixar tudo pronto no tempo necessário. Pense nisso!

 

Texto por: Beatriz Neves

Foto: Working Mother

(Visited 131 times, 1 visits today)
Compartilhe Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Facebook

Publique uma resposta

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

Defina suas preferências de cookies