Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Flexibilidade no ambiente de trabalho já é uma realidade. Sua empresa está preparada?

Publicado Por: ADP LATAM on 27 dezembro 2017 in Gestão do Capital Humano, Notícias & Eventos

“Ambientes de home office e a possibilidade de gerenciar seus horários são alguns ideais buscados pela maioria dos colaboradores”

Trabalhar via home office, podendo gerenciar seus horários é o sonho de muitos trabalhadores. Segundo a pesquisa Evolution Of work 2.0, realizada pela ADP em outubro deste ano, foram identificadas cinco tendências para o ambiente de trabalho do futuro e, entre elas, está o desejo por mais flexibilidade.

Esta tendência pode ser observada até mesmo na Reforma Trabalhista, que entrou em vigor em novembro deste ano.

O texto possui leis que contemplam o trabalho intermitente, home offices e a possibilidade de remanejar as horas de serviço.

E os motivos para que esta tendência passe a ser uma realidade são inúmeros, como redução no tempo de trajeto até o local de trabalho, menos distrações e redução de custos para a empresa. Além disso, os colaboradores podem ajustar sua carga horária para os períodos que são mais produtivos, entregando resultados mais efetivos e trabalhando por prazer.

Colocando em prática

Algo que antigamente era pouco viável, questionável e não tão comum, hoje já faz parte da rotina. No entanto não são todas as companhias que estão capacitadas a oferecer este tipo de negociação.

Para a adoção deste regime mais flexível é necessário a adequação da relação entre gestor e colaborador. Durante o II Summit da ADP, ralizado em outubro, o assunto foi discutido por Mariane Guerra, vice-presidente de Recursos Humanos da ADP para América Latina.

“As empresas, em sua grande maioria, não estão preparadas para flexibilizar o trabalho. As organizações ainda são muito hierarquizadas, possuem organogramas complexos e os RHs buscam colocar as pessoas na caixinha, com descrições de cargos e definições específicas”, afirmou. “Existe um processo de renovação que é necessário dentro das organizações para atender essas ansiedades e expectativas apontadas no estudo”, completou a executiva.

Porém, independentemente da maneira, proporcionar flexibilidade no ambiente de trabalho não é só uma tendência global, mas uma realidade. 

É importante evidenciar que isso não significa trabalhar menos, mas sim oferecer outras formas de desempenhar sua função de uma maneira que possa satisfazer o colaborador e atender às demandas da organização.

Em um cenário onde as pessoas trabalham por propósitos e com pautas as quais mais se identificam, as empresas precisam correr para se adaptarem a essa nova realidade. Quem não se ajustar, além de ficar para trás, correrá um grande risco: perder talentos. Temos certeza de que sua companhia não deseja isso.

Para saber mais sobre o que foi debatido no II Summit ADP e ler a íntegra da pesquisa Evolution of Work 2.0 acesse o site.

Foto: Pixabay

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Débora says

Muito bom!
A ADP fornece alguma tecnologia para controle dessa jornada home office?

ADP LATAM says

Ainda não Débora, mas quem sabe em futuro próximo. FeliZ Ano Novo!