Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Seu capital humano consegue acompanhar a expansão da sua empresa?

Publicado Por: ADP LATAM on 4 setembro 2017 in Gestão do Capital Humano

“Valorizar os talentos e atrair bons funcionários é a preocupação de 93% dos CEOs”

 O RH é a espinha dorsal de uma empresa. Lidar com a gestão de capital humano é um grande desafio para o crescimento de uma companhia, que precisa reconhecer que as pessoas são seu ativo mais importante.

Essa questão envolve principalmente as indústrias farmacêuticas e de cuidados com a saúde que estão em vários países e que precisam de soluções de RH globais.

Além da globalização, as empresas que atuam no segmento de saúde vivem uma pressão muito grande.

São muitos os fatores que colaboram para pressionar a indústria, como o envelhecimento da população, os avanços da medicina e as expectativas com relação a novos medicamentos e serviços.

Sabemos, porém, que o budget é inversamente proporcional ao aumento das demandas e dos custos.

2524---LINKEDIN-FARMA---350x250px---AGO17---V1

Então, como controlar as despesas?

A primeira dica é focar em pessoal qualificado para essas atividades, ainda mais uma área com tanta escassez de profissionais como a área da saúde.

De acordo com um estudo da PwC Health Research Institute, 51% dos executivos afirmaram que a contratação se tornou mais difícil que nunca e a carência de habilidades pode ameaçar o desenvolvimento de novos medicamentos.

Por isso é tão importante que as equipes de RH das empresas tenham uma visão completa não só dos custos, mas também dos talentos fundamentais disponíveis em cada localização.

RH tecnológico

 Valorizar os talentos e atrair bons funcionários é a preocupação de 93% dos CEOs ouvidos pela PwC. Eles reconhecem a necessidade de mudar as estratégias para atrair e reter talentos, mas muitos deles não colocam em prática.

Além disso, a tecnologia é outro ponto importante para uma empresa que quer crescer. 86% dos CEOs afirmaram que a chave para o sucesso é uma visão clara de como as tecnologias digitais podem ajudar a atingir uma vantagem competitiva.

E agora?

Depois de tantas informações a dúvida que fica é: como tornar meu RH mais tecnológico e manter uma base de funcionários consolidada?

Listamos aqui três desafios a serem abordados para conseguir um RH efetivo:

1 – Aumentar os lucros controlando os custos de RH

A dica para economizar é: mover seus dados para a nuvem e com isso reduzir os custos e aumentar os lucros. 

Ao transferir o RH para a nuvem e ao manter folhas de pagamentos globais consolidadas, os CEOs são capazes de aumentar seus lucros e o valor para os investidores.

2 – Flexibilidade como condutor do sucesso nos negócios

A medida que uma empresa cresce, a terceirização da folha de pagamento é uma forma de conquistar flexibilidade.

E é por isso que os CEOs anseiam tanto por uma maior ligação entre investimentos digitais e os objetivos de negócios, já que a tecnologia pode ajudar a alcançar uma vantagem competitiva crucial para o sucesso.

3 – Manter o controle dos dados corretos e padronizados do capital humano

Conhecer sua equipe e ter uma ideia do talento presente dentro de uma organização é importante para garantir que os funcionários estejam trabalhando na mesma direção.

Ao transformar a gestão de capital humano e as folhas de pagamento, os CEOs podem ir além de alinhar seus gerenciamentos de talento às suas estratégias através do monitoramento efetivo, análises e relatórios.

Eles são capazes de aumentar a segurança de seus dados de capital humano com a mais moderna tecnologia.

Ficou interessado e quer saber mais?  Você pode acessar clicando aqui.

Foto: Pixabay.com

TAGS: capital humano Expansão Gestão de Capital Humano RH RH tecnologico Saude CEO

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

felipe says

Excelente artigo! Já visitei o seu blog outras vezes, porém nunca
tinha escrito um comentário. Pus seu blog
nos meus favoritos para que eu não perca nenhuma atualização.
Grande abraço!