Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Líderes de RH e de Finanças podem trabalhar com Google Analytics para aumentar a retenção

Publicado Por: ADP LATAM on 28 outubro 2019 in Non classé

Existem muitos benefícios ao se disponibilizar previsões analíticas para o RH e o financeiro. Um dos benefícios mais significativos é a capacidade de prever a rotatividade de funcionários com mais precisão. Essas projeções podem ser usadas para criar programas que aumentam a retenção antes de qualquer declínio antecipado, reduzindo os custos associados ao recrutamento, integração e treinamento de novos funcionários.

Embora muitos departamentos de RH e finanças já trabalhem juntos, há uma necessidade crescente de criar um ambiente mais colaborativo. A integração de dados financeiros e de RH é uma das principais prioridades de muitas organizações, principalmente porque a situação financeira de uma empresa determina o tamanho e a composição de sua força de trabalho. À medida que mais líderes de RH começam a usar a análise de dados, eles serão capazes de entender seus números e usá-los para tomar decisões e resolver desafios.

Conhecimento é poder

A afirmação de que conhecimento é poder é frequentemente usada, mas o conhecimento só se torna poderoso quando usado para tomar decisões proativas e perspicazes, sendo convertido em ações orientadas por soluções. A análise de dados possui dois componentes: informações internas e externas. É fundamental rastrear e analisar esses dados internos para determinar taxas de rotatividade, tendências de retenção e de desenvolvimento de funcionários.

Dados externos de setores relevantes para sua organização podem identificar padrões e tendências que normalmente não são vistas. Por exemplo, as horas extras dos seus funcionários em relação ao setor, as faixas de remuneração de sua empresa comparadas com o mercado, que podem ser retiradas de relatórios produzidos por consultorias, como o Guia Salarial 2020 da Robert Half, e quais são as tendências do mercado como um todo.

Compreender as tendências

De acordo com o Relatório de Vitalidade da Força de Trabalho do ADP Research Institute® para o segundo trimestre de 2019, a taxa média de rotatividade nos Estados Unidos foi de 68,8%, um aumento de 5,6 pontos percentuais em relação ao ano passado. O nível salarial e o emprego registraram um leve aumento em relação a 2018. Os profissionais que trocam de emprego tiveram um crescimento salarial um pouco maior do que aqueles que permaneceram em seus empregos atuais (5,3% versus 5%). O crescimento contínuo estreitou ainda mais o mercado de trabalho, tornando mais difícil para pequenas empresas com oferta de benefícios menores e menos oportunidades de crescimento competir por talentos.

É vital que você use não apenas seus próprios dados para previsões analíticas, mas também dados de ferramentas, como Google Analytics, em sua região ou nacionalmente, dependendo da sua presença. Se você opera isoladamente, pode perder algo. Sua análise interna pode mostrar baixa rotatividade, mas uma melhora no mercado de trabalho como um todo e aumento nos salários nas categorias em que você atua, pode mudar essa taxa de rotatividade.

O valor de rastrear e analisar dados

De acordo com a Harvard Business Review, em uma pesquisa com 1.510 empresas com mais de US$ 100 milhões em receita, a esmagadora maioria expressou que seus representantes de RH eram altamente qualificados no uso de dados para planos de força de trabalho. Eles podem prever a probabilidade de rotatividade e têm uma visão das atuais metas de desenvolvimento de carreira dos funcionários. Isso mostra o valor potente do rastreamento e análise de dados.

Metade dos entrevistados em RH conseguiu executar análises preditivas ou prescritivas, e parece que o RH está mais à vontade com as análises preditivas do que com as finanças. Provavelmente, essa descoberta se deve ao uso de relatórios e análises descritivas do setor financeiro.

 

TAGS: comunicação gestão produtividade relacionamento RH Tecnologia

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *