Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Mês do Orgulho LGBTQ: incentivo para implementar ações de diversidade

Publicado Por: ADP LATAM on 24 junho 2019 in Gestão do Capital Humano, Globalização, Tendência em RH

Quanto mais diverso for o time, mais fácil chegar aos resultados esperados.

É o que aponta um estudo feito pela consultoria McKinsey com mais de mil empresas em 12 países.

Segundo a pesquisa, as companhias com executivos de vários perfis são mais lucrativas.

Um movimento importante nesse sentido é o Pride Month (Mês do Orgulho LGBTQ, em tradução livre).

Trata-se de uma ação em que pessoas e organizações de todo o mundo reconhecem a história, os direitos e as contribuições da comunidade LGBTQ.

 

Parte da estratégia

Para as empresas, é um estímulo para investir em iniciativas de diversidade e inclusão durante todo o ano.

Mas, com um cuidado: é essencial que isso faça parte do DNA do negócio.

A ADP conta com uma estratégia bem planejada neste sentido, com o apoio da tecnologia.

Como? O Self-ID, por exemplo, realiza um mapeamento do perfil dos colaboradores por meio de uma ferramenta de autoatendimento.

Esse sistema de gerenciamento de capital humano permite que os funcionários indiquem, se quiserem, sua orientação sexual e identificação de gênero, de maneira confidencial.

Dessa forma, o RH obtém insights sobre engajamento, desempenho e remuneração.

Há, também, o Pay Equity Explorer, uma tecnologia em nuvem que auxilia os líderes a identificarem questões de equidade salarial.

Mas, além das ferramentas, é importante oferecer ambientes inspiradores, no qual funcionários dos mais diversos perfis possam produzir.

Há diversas formas de implementar ações de inclusão e diversidade. Mas uma coisa é certa: contar com práticas nesse sentido auxilia na inovação, na resolução criativa de problemas e em uma força de trabalho de alto desempenho.

 

Sobre o Pride Month

O movimento completa 50 anos em 2019.

Foi na revolta de Stonewall, no bar Stonewall Inn de Nova York, em 1969, que a luta pelo orgulho LGBTQ começou.

O local era ponto de encontro da comunidade LGBTQ da região.

Em uma madrugada de junho, a polícia resolveu fazer uma batida no bar.

A partir deste momento, a comunidade LGBTQ de Nova York foi às ruas protestar nos arredores do bar durante seis dias. A ação se refletiu no mundo tudo.

TAGS: diversidade Mês do orgulho LGBTQ Pride Month RH

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *