Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Método de pagamento é condição para profissionais aceitarem oferta de emprego

Publicado Por: ADP LATAM on 27 Maio 2019 in Tendência em RH

Estudo realizado pelo ADP Research Institute descobriu que, na guerra por talentos, o pagamento conta, e muito.

Mas não se trata apenas do valor que o colaborador vai receber ao final do mês.

Cada vez mais, os profissionais brasileiros estão levando em consideração o método de pagamento para aceitar (ou não) uma oferta de emprego.

De acordo com a pesquisa “The Future of Pay – Latam Results”, essa parcela já chega a 70%.

Além disso, 39% considera a possibilidade de poder escolher a frequência de pagamento como um dos requisitos mais importantes.

A importância do salário para os brasileiros é tão grande, de acordo com a pesquisa, que 63% seriam capazes de pagar uma pequena taxa anual para ter acesso antecipado ao pagamento, principalmente para:

  • Despesas não planejadas (63%);
  • Compras (18%);
  • Férias (18%).

 

Futuro do pagamento

Porém, não basta pagar o valor correto, na data combinada e da forma preferida pelo colaborador.

Os brasileiros também querem segurança (76%) e a possibilidade de rastrear transações e gastos (52%).

Além disso, não abrem mão de receber por métodos não tradicionais, como plataforma e cartão para pagamento.

 

Segundo a pesquisa, 91% dos profissionais do País acreditam que os empregadores oferecerão métodos não tradicionais de pagamento nos próximos 10 anos.

Essa crença reflete um cenário em que 47% dos colaboradores gostariam de não precisar mais ter conta em banco para receber o salário.

Um dado interessante é que os empregadores estão cientes desse cenário.

No Brasil, 79% deles enxergam a necessidade de customização do pagamento e 68% avaliam que métodos ultrapassados de pagamento prejudicam a capacidade da companhia de atrair e reter talentos.

 

 

Bem-estar financeiro

 Se, por um lado, os métodos de pagamento decidem se a vaga será preenchida ou não…

…por outro, o suporte que os empregadores podem dar para a saúde financeira dos colaboradores pode favorecer a retenção e diminuir o turnover.

A pesquisa The Future of Pay revela que 95% dos empregados brasileiros acreditam que os empregadores têm responsabilidade em relação ao bem-estar financeiro. O índice é o maior da América Latina.

Além disso, programas de bem-estar financeiro impactam a decisão por um emprego para mais de 60% dos brasileiros, principalmente quanto a:

  • Aposentadoria (41%);
  • Reserva financeira (33%);
  • Gastos com saúde (32%).

Em comparação com a América Latina, o Brasil é o País em que os empregadores se preocupam mais com a saúde financeira dos seus colaboradores (93%).

Também pelos impactos na produção e no turnover, que têm as porcentagens mais elevadas da região: 76% e 43% respectivamente.

 

TAGS: Future Of Pay Futuro do Pagamento

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *