Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Na medida certa: 4 formas de dosar a ansiedade

Publicado Por: ADP Blog Brasil on 19 dezembro 2018 in Gestão do Capital Humano, Tendência em RH

O dia mal começou e você só pensa nas questões que precisa resolver até o fim do expediente. O coração dispara e a sensação é de que as oito horas seguintes não serão suficientes para fazer tudo. E isso se repete todo santo dia. É a ansiedade, mal que acomete, só no Brasil, cerca de 13,3 milhões de pessoas de acordo com estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS). Em 2016, 6,4% da população brasileira sofria com transtornos do tipo, bem mais do que a média global, de 3,9%.

Claro que um pouco de ansiedade é normal, sobretudo em situações que geram algum tipo de expectativa ou medo. Ela se manifesta, por exemplo, antes de uma reunião ou apresentação importante. A ansiedade vira um problema quando é generalizada e frequente, como a descrita no início desse texto. Quem sofre de ansiedade, geralmente, se vê tomado por pensamentos negativos que invadem a mente sem aviso. São pessoas pessimistas que acreditam que algo ruim está prestes a acontecer, mesmo sem nenhuma evidência para isso. Veja, a seguir, algumas formas de amenizá-la.

1. Não lute contra os pensamentos

Olivia Remes, pesquisadora da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, recomenda não lutar contra os pensamentos negativos. Prefira escolher uma hora do dia para o “momento da preocupação”. Isso quer dizer designar 30 minutos, por exemplo, para preocupar-se e encontrar soluções para os problemas.

2. Identifique o problema

Investigue o medo e o nervosismo e procure entender os motivos responsáveis por essas sensações. A partir do momento que você consegue nomear esse sentimento, pode começar a trabalhar para mudá-lo. Se você tem uma apresentação importante no trabalho e isso é a causa de sua ansiedade, por exemplo, pense nos motivos que fazem você se sentir dessa forma e treine. Faça um roteiro de como vai ser a conversa, o que vai dizer e as possíveis perguntas que podem aparecer. E esteja sempre munido de dados e informações.

3. Faça exercícios físicos

Atividades físicas têm um impacto positivo na saúde mental e na ansiedade. Isso porque liberam endorfina, hormônio que causa sensação de prazer, melhora o humor e reduz desconforto físico. Exercitar-se antes do trabalho pode reduzir o estresse no decorrer do dia, já exercitar-se depois pode evitar que o estresse influencie em sua ansiedade quando chegar em casa.

4. Pratique meditação

Cientistas da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, encontraram indícios de que práticas meditativas por 30 minutos ao dia, têm efeito semelhante ao de remédios usados para tratar ansiedade e depressão leve e moderada. Eles revisaram 47 estudos clínicos envolvendo mais de três mil pessoas. A meditação Mindfulness, que quer dizer “atenção plena”, é uma prática budista adotada por psicólogos e psiquiatras. Ela não só relaxa como treina o foco para o presente, efeito positivo para os ansiosos.

TAGS: produtividade

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *