Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Novo estudo do ADP Research Institute aborda como empregados e empregadores estão lidando com o atual contexto do mercado latino-americano

Publicado Por: isabela17 on 24 May 2017 in Inovação e Tecnologia, Non classé

Compartilhe Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Facebook

O mercado brasileiro é, atualmente, uma caixa de surpresas. E entre tantos altos e baixos, desde o início do período de recessão, em 2014, a vida de quem procura um emprego ou tenta manter sua posição intacta em uma empresa virou um verdadeiro desafio.

Mas como os colaboradores lidam com essas preocupações em seu dia a dia? O relacionamento entre empregados e empregadores se mantém o mesmo? O que mudou nesse cenário tão instável?

Pensando nessas questões, o ADP Research Institute preparou a pesquisa Talents, realizada com corporações com mais de 50 funcionários de 13 países da América Latina, incluindo o Brasil.

 

Como as empresas podem ajudar?

Apesar do atual contexto, a ADP foi além da reação do mercado às instabilidades política e econômica as quais a América Latina enfrenta. O estudo procurou saber o que realmente as companhias estão fazendo para motivar seus colaboradores e não deixar que um clima ruim impacte negativamente suas equipes.

Em tempos nos quais as empresas mais demitem do que contratam novos talentos e que a decisão de promover alguém é motivo de cautela, a concessão de benefícios e a preocupação com o desenvolvimento da carreira de cada funcionário podem ser algumas das saídas para a manutenção de um ambiente de trabalho estável e empregados mais satisfeitos.  A oportunidade de trocar de carreira dentro da companhia também deve ser uma opção colocada à mesa.

Dentre os principais destaques do estudo está a distinta percepção do ambiente de trabalho segundo o ponto de vista de empregados e empregadores. Enquanto os funcionários latino-americanos se demonstram engajados, gostam do lugar onde trabalham e procuram estabelecer conexões entre si, a preocupação com as situações política e econômica de seus países vai de encontro com essa visão positiva, desmotivando-os e diminuindo suas perspectivas quanto à possibilidade de receber aumentos e promoções, além de torná-los a população que mais troca de emprego em comparação às de outros continentes.

A ADP ainda reforça um sinal de alerta quando aponta que, mesmo cientes que uma troca de cargo é ideal, os funcionários latino-americanos gostam de seus atuais empregos e sentem que, com feedbacks frequentes e o reconhecimento de seu desempenho, seriam mais estimulados a permanecer na mesma empresa.

Se interessou pelo tema? Fique atento, a pesquisa Talents será divulgada em breve!

Imagem por: ADP

 

(Visited 52 times, 1 visits today)
Compartilhe Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Facebook

TAGS: adp adp brasil ADP Research Institute Brasil estudo relacionamento talents

Publique uma resposta

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in: