Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Recolocação no mercado de trabalho: 4 pilares cruciais

Publicado Por: ADP LATAM on 31 Maio 2019 in Gestão do Capital Humano, Tendência em RH

O mercado de trabalho no Brasil não anda bem.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a taxa de desemprego passou de 11,6%, no final de 2018, para 12,7% no primeiro trimestre deste ano.

Isso quer dizer que o número de pessoas que procuram emprego subiu de 12,2 milhões para 13,4 milhões.

Para 5,2 milhões delas, a busca pela recolocação profissional já dura mais de um ano.

E há poucos sinais de melhora.

O ministro da economia, Paulo Guedes, afirmou durante uma audiência pública na Comissão Mista de Orçamento (CMO) que a projeção de crescimento para a economia neste ano caiu para 1,5%.

Como navegar nesse cenário

 Para quem busca recolocação, alguns pilares podem ajudar:

 

1. Faça um mapeamento de sua carreira

Analise suas experiências profissionais, principalmente a última, e observe se as competências e habilidades que possui estão adequadas ao cenário atual.

Além de olhar as tendências de mercado, observe as características que são importantes para a sua área de atuação.

O que pode ser mudado? Há alguma competência a desenvolver? É possível explorar outros conhecimentos?

 

2. Atualize seu currículo e as redes sociais

Suas redes sociais, como LinkedIn e Facebook, devem sempre estar atualizadas, assim como o seu currículo.

É interessante moldá-los de acordo com as necessidades do mercado em que atua.

Por exemplo, se realizou um projeto inovador em seu segmento, deixe-o em destaque.

 

3. Seja protagonista de sua carreira

É você quem deve definir seus objetivos e metas profissionais.

Não fique focado na demissão, nem se lamentando que o mercado de trabalho está difícil.

Aproveite o momento para analisar o que realmente quer de sua carreira e quais habilidades precisa para alcançar esse objetivo.

Depois disso, trabalhe para preencher essas lacunas e se aperfeiçoar.

 

4. Ative seu networking

Mantenha contato com profissionais de sua área e com colegas de trabalho.

Além disso, tente se aproximar de pessoas que sejam interessantes para sua carreira.

Hoje é bem mais fácil encontrar – e se contatar – com elas.

No Brasil, cerca de 25 milhões de pessoas possuem perfis no LinkedIn, por exemplo. Mande e-mails, marque cafés e frequente eventos.

Lembre-se: dependendo da posição que ocupava na empresa, é possível negociar o apoio de uma consultoria de recolocação profissional no pacote de demissão.

 

TAGS: economoia Mercado de trabalho recolocação

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *