Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Você tem um propósito naquilo que faz?

Publicado Por: ADP LATAM on 26 outubro 2017 in Gestão do Capital Humano

“O trabalho é relacionado a um sentimento de propósito e identidade”

A maioria dos empregados deseja ser parte integral de uma empresa.

De acordo com a pesquisa realizada pela ADP, Evolution of Work 2.0, de todos os entrevistados em diversos países, 82% disseram querer desempenhar um papel importante nas empresas.

Porém, para muitos deles, a intenção fica somente no campo das ideias.

Mais de 60% dos colaboradores ouvidos pela pesquisa afirmaram que sentem um sentido de propósito em seus empregos, mas seus superiores subestimam o grau de veracidade disso.

E esse dado acende um sinal de alerta para os empregadores.

Em parte, uma das dificuldades encontradas é porque os negócios têm a tendência de ver o emprego como uma simples transação financeira e essa visão precisa mudar.

Portanto, é importante que o RH se atente para isso.

Essa falha de comunicação entre empregados e empregadores pode ser um dos grandes motivos para a saída constante de funcionários e também para a diminuição da produtividade da equipe. 

Criando significado

O fato de se sentirem desvalorizados diminui a crença dos colaboradores de que seu desempenho tem um significado para a empresa.

Muitos dos ouvidos não sentiam que a empresa os valorizava e os colaboradores tinham dificuldades em ter noção da sua importância e como podiam fazer a diferença.

Por isso, o trabalho deve ser relacionado a um sentimento de propósito e identidade, mas como as empresas devem agir para mostrar aos colaboradores que eles importam?

O sentimento de propósito tem relação com a satisfação no trabalho, já que para muitos ela está relacionada com quão úteis e conectados se sentem.

O que fazer?

Um dos pontos importantes levantados pelos entrevistados é que o relacionamento no trabalho e os feedbacks são importantes para se sentirem úteis.

E enquanto a maioria deles se sente mais conectada do que seus pares imediatos, é interessante notar que apenas poucos deles percebem o mesmo sobre seus superiores diretos e a liderança das companhias.

Esses sentimentos de conexão variam entre aqueles ativamente procurando por um trabalho versus aqueles que não o estão: por exemplo, 45% dos colaboradores não estão se sentindo conectados aos seus superiores, se comparados aos 34% que estão ativamente procurando por algo no mercado.

Summit Evolution Of Work

Para discutir maneiras de solucionar estes problemas, a ADP vai reunir no dia 08/11, a partir das 9 horas, um time de profissionais do mercado para debater todas as questões relacionadas com a evolução do mercado de trabalho.

Os interessados podem acompanhar a transmissão ao vivo. Basta se cadastrar clicando aqui. O evento é gratuito.

evolution of work

 

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *