Connect@ADP

Partnering with a more human resource

Sua empresa olha com atenção para todas as gerações?

Publicado Por: ADP LATAM on 23 outubro 2017 in Gestão do Capital Humano, Non classé, Notícias & Eventos

“Os mais jovens enfatizam mais a busca de sentido na carreira do que as gerações anteriores, que tendiam a buscar um sentido fora do trabalho”

 Em uma mesma empresa podemos ver pessoas de diversas faixas etárias trabalhando juntas. E cada grupo reage de uma maneira diferente a diversos tipos de ordens. Uma resolução, por exemplo, pode ser aplaudida pelos mais velhos e rechaçada pelos mais jovens.

Quem aí nunca viveu essa experiência?

E a tendência é que cada vez mais gestores presenciem situações conflitantes. Atualmente, existem quatro gerações trabalhando juntas: os Millennials de 18 a 26 anos, os Millennials de 27 a 35, a Geração X e os Boomers.

E por que existem visões tão diferentes entre si?

De acordo com Tamara Erickson, professora de Comportamento Organizacional da London Business School, a maneira de ver o mundo é formada entre os 11 e os 14 anos de idade, quando são desenvolvidas as primeiras ideias sobre o mundo, confiança e propósitos.

E cenário mundial de cada época vai impactar a formação da identidade de cada um deles.

“Assim, chegamos ao ambiente de trabalho com conclusões muito diferentes sobre se é possível confiar nas pessoas e nas autoridades, se o dinheiro é uma motivação válida, se estamos dispostos a adiar a conquista de benefícios ou se queremos tudo agora mesmo”, completa Tamara.

Sentido e geração

A necessidade de sentido evoluiu ao longo dos anos. Hoje, os mais jovens da geração milênio enfatizam mais a busca de sentido na carreira do que as gerações anteriores, que tendiam a buscar um sentido fora do trabalho.

Por isso, é preciso considerar essas diferenças antes de implementar iniciativas para proporcionar um ambiente de trabalho com mais sentido. Além disso tudo, olhando para o futuro, logo mais teremos uma nova Geração Z, os indivíduos pós-geração milênio que ainda não estão no mercado de trabalho.

Estes jovens exigirão um modelo de negócios diferentes. Porém, essa mudança não pode agredir as concepções de vida dos mais velhos.

Conflitos

Como saber se sua empresa está tendo um conflito de geração? Entre os exemplos mais comuns estão a diferença de percepção de tempo e o uso da tecnologia. Os mais velhos gostam de estar fisicamente juntos em um mesmo lugar e hora, já os mais jovens consideram normal trabalharem distantes, utilizando aplicativos para se comunicarem.

Outro conflito apontado por Tamara é relacionado à proposta de emprego em outra cidade.

“Se alguém cresceu com a ideia de que uma mudança representa reconhecimento a seu trabalho, recebe a notícia de um jeito. Mas, se o indivíduo, como muitos da geração X, não confia nas instituições, nem se sente amparado por elas, ficará preocupado com a novidade”, explica.

Summit

A questão que fica é: como gerenciar estas gerações, com todas as diferenças e concepções de mundo diferentes? Para buscar respostas para todas estas dúvidas, a ADP Research Institute realizou uma pesquisa afim de entender a evolução do mercado de trabalho, a Evolution of Work 2.0, e pesquisou diversos fatores que unem e que separam os profissionais de diferentes faixas etárias.

Os resultados da pesquisa serão divulgados no dia 08 de novembro, a partir das 9 horas, no II Summit ADP. Os interessados poderão acompanhar a transmissão ao vivo. Basta se inscrever gratuitamente clicando aqui. Um time de peso irá discutir a evolução do seu emprego. Não fique de fora!

ADP reúne especialistas de RH para debater a evolução do mercado de trabalho

 

Publique uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *